Terça-feira, 29 de Setembro de 2009

...

new smile, new life 75 . O Tijolo

"Fluir com a vida quer dizer aceitação: deixar chegar o que vem e deixar ir o que se vai." Nisargadatta Maharaj

Um jovem e bem sucedido executivo dirigia, a alta velocidade o seu novo Ferrari. De repente e pela sua visão periférica vê um tijolo embater em cheio na porta lateral do seu Ferrari! Trava bruscamente e recua até ao local de onde teria vindo o tijolo.

Sai do carro e pega bruscamente numa criança, empurrando-a contra um veículo estacionado e gritou:
- "Por que é que foi aquilo? Quem és tu? Que asneira foi esta? Este é carro é novo e caro. Aquele tijolo que atiraste vai-me custar muito dinheiro. Porque fizeste isto?"

- "Por favor senhor desculpe-me!" -implorou o pequeno miúdo. "- Eu não sabia mais o que fazer! Ninguém estava disposto a parar para me ajudar."
Corriam já lágrimas pela sua cara, enquanto apontava na direcção dos carros estacionados.
- "É o meu irmão. Ele caiu da cadeira de rodas e eu não o consigo levantar."

Em soluços, a criança perguntou ao executivo:
- "O senhor poderia ajudar-me a voltar a colocá-lo na sua cadeira de rodas? Ele está magoado e é muito pesado para mim."

Movido internamente muito além das palavras, o jovem executivo engolindo "um imenso nó" dirigiu-se ao jovem, colocando-o de novo na cadeira de rodas. Tirou um lenço do seu bolso, limpou as feridas e os arranhões, enquanto verificava se tudo estava bem.

- "Obrigado e que Deus o abençoe" - agradeceu a criança.

O executivo ficou então a observar o menino enquanto ele empurrava o seu irmão em direcção a casa.

Foi um longo caminho de volta até ao seu Ferrari.... um longo e lento caminho de volta. O jovem executivo escolheu nunca reparar a porta amachucada. Deixou-a ficar assim para o lembrar de não ir tão rápido pela VIDA, sem que alguém precisasse de lhe atirar um tijolo para obter a sua atenção.


my advice for a new life

VIVER o Momento

Existem pessoas que vivem a VIDA sem nunca acordar!

Vivem ou no passado ou no presente. No que fizeram, no que não fizeram, como deveriam ter feito, como não deveriam ter feito, como vai ser, como não vai ser, como querem que seja, como não querem que seja… UFA!

É assim que queres VIVER?

Também durante alguma parte da minha VIDA vivi assim... e, foi preciso de facto um “tijolo” para acordar. Decidi então estar no presente e viver o momento. Passei a sentir sensações e emoções que até então pouco conhecia.

Não deixes que a VIDA te atire tijolos, decide hoje mudar o rumo da tua VIDA e começa a valorizar o momento, sente-o, vive-o, valoriza o que tens, valoriza os que tens na tua VIDA, ama-te incondicionalmente, ama incondicionalmente, sonha e vive os teus sonhos. Tudo isto no agora… no MOMENTO.


As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- em que tenho que acreditar para estar presente no momento?
- o que tenho que decidir mudar para VIVER o momento?
- em que pessoa me vou tornar quando VIVER no momento?
- como vai isso me influenciar e aos que me amam?

publicado por lifecoaching às 07:13
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 22 de Setembro de 2009

...

new smile, new life 74 . O Sapato

"Quando te tornas bom na arte de te desapegares do sofrimentos, passas então a perceber o que estavas a arrastar contigo. E com isso, que mais ninguém que não TU era o responsável." Bhagwan Shree Rajneesh



Um dia um homem já de certa idade apanhou um autocarro. Enquanto subia escorregou e um dos seus sapatos caiu para o lado de fora. A porta fechou-se e o autocarro arrancou; o que tornou impossível recuperar o sapato caído.
O homem tranquilamente retirou o outro sapato e atirou-o pela janela.

Um rapaz no autocarro, ao ver o que aconteceu e ao não poder ajudar o homem, perguntou:
- Vi o que o senhor fez. Por que atirou fora o seu outro sapato?

O homem prontamente respondeu:
- Para que quem os encontrar seja capaz de usá-los. Provavelmente apenas alguém necessitado dará importância a um sapato usado encontrado na rua. E de nada lhe adiantará apenas um sapato sem par.

my advice for a new life

Largar o Passado

Nesta pequena história podemos depreender que não vale a pena agarrarmo-nos a algo simplesmente para termos a sua posse.

Ao longo da tua vida vais perder muitas “coisas”. O sentimento de perda pode-te por vezes parecer penoso e injusto inicialmente, mas a perda só acontece de modo a que mudanças, na maioria das vezes positivas, possam ocorrer na tua VIDA.

Acumular sentimentos de perda do passado não faz de ti melhor e nem faz o mundo melhor. Todos temos que decidir constantemente deixar o passado no sítio dele: no passado!

O passado na tua VIDA tem apenas um único propósito; dar-te experiência e ensinamentos. Ensinamentos que deves usar no teu presente. Utilizá-los de forma negativa não te ajuda em nada, aliás limita-te! Agora se decidires, sim por a escolha é TUA, utilizares o teu passado, e o conhecimento que dele retiras-te, em teu proveito, TU vais mudar e contigo os que estão ao teu redor…

Uma das formas de te libertares do teu passado é olhares para o teu presente, viver o AGORA, o momento, e sentires-te GRATO por isso. Foca-te no que tens e não no que não tens! Foca-te no que ainda podes ter e no que tens TU que fazer para o alcançar. Decide tomar HOJE o comando do leme daquilo que é a tua VIDA!

As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- que sentimentos carrego comigo do passado e que não me estão a beneficiar?
- o que posso já HOJE começar a acreditar que me vai beneficiar ainda mais?
- como posso utilizar os ensinamentos do meu passado ainda mais a meu favor?
- o que tenho já hoje, AGORA, na minha VIDA e pelo qual me posso sentir GRATO?


publicado por lifecoaching às 07:18
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 15 de Setembro de 2009

...

new smile, new life 73 . Sawabona Shikoba

“Tudo o que ensinas estás a aprender. Ensina apenas amor, e aprende que o amor é teu e tu és amor." Um Curso em Milagres
"Não é apenas o avanço tecnológico que marca o inicio deste milénio.
As relações afectivas também estão a passar por profundas transformações e a revolucionar o conceito de Amor.
O que se procura hoje é uma relação compatível com os tempos actuais, na qual exista individualidade, respeito, alegria e prazer em estar juntos, e não mais uma relação de dependência, em que um responsabiliza o outro pelo seu bem-estar.
A ideia de uma pessoa ser o remédio para a nossa felicidade, que nasceu com o romantismo, está fadada a desaparecer neste início de século.
O amor romântico parte da premissa de que somos uma fracção e precisamos encontrar a nossa outra metade para nos sentirmos completos.
Muitas vezes ocorre até um processo de despersonalização que, historicamente, tem atingido mais a mulher.
Ela abandona as suas características, para se amalgamar ao projecto masculino.
A teoria da ligação entre opostos também vem dessa raiz: o outro tem de saber fazer o que eu não sei. Se sou calmo, ele deve ser agressivo, e assim por diante.
Uma ideia prática de sobrevivência, e pouco romântica, por sinal.
A palavra de ordem deste século é a comunhão. Estamos a trocar o Amor de necessidade, pelo Amor de desejo.
Eu gosto e desejo a companhia, mas não preciso, o que é muito diferente.
Com o avanço tecnológico, que exige mais tempo individual, as pessoas estão a perder o medo de ficarem sozinhas, e a aprender a conviver melhor consigo mesmas.
Elas estão a começar a perceber que se sentem fracção, mas são inteiras.
O outro, com o qual se estabelece um elo, também se sente uma fracção.
Não é príncipe ou salvador de coisa nenhuma.
É apenas um companheiro de viagem.
O que não deixa de ser maravilhoso e especial.
O homem é um animal que vai mudando o mundo, depois tem de ir se reciclando, para se adaptar ao mundo que fabricou.
Estamos a entrar na era da individualidade, o que não tem nada a ver com egoísmo.
O egoísta não tem energia própria; alimenta-se da energia que vem do outro, seja ela financeira ou moral.
A nova forma de Amor, ou mais Amor, tem uma nova feição e significado.
Visa a comunhão de dois inteiros, e não a união de duas metades.
E ela só é possível para aqueles que conseguem trabalhar a sua individualidade.
Quanto mais o indivíduo for competente para viver sozinho, mais preparado estará para uma boa relação afectiva.
A solidão é boa, ficar sozinho não é vergonhoso. Pelo contrário, dignifica a pessoa.
As boas relações afectivas são óptimas, são muito parecidas com o ficar sozinho, ninguém exige nada de ninguém e ambos crescem.
Relações de dominação e de concessões exageradas são coisas do século passado.
Cada mente é única. O nosso modo de pensar e agir não serve de referência para avaliar ninguém. Muitas vezes, pensamos que o outro é nossa alma gémea e, na verdade, o que fizemos foi inventá-lo ao nosso gosto.
Todas as pessoas deveriam ficar sozinhas de vez em quando, de forma a estabelecer um diálogo interno e descobrir sua força pessoal.
Na solidão, o indivíduo entende que a harmonia e a paz de espírito só podem ser encontradas dentro dele mesmo, e não a partir do outro.
Ao perceber isso, torna-se menos crítico e mais compreensivo quanto às diferenças, respeitando a maneira de ser de cada um.
O amor de duas pessoas inteiras é bem mais saudável.
Nesse tipo de ligação, há o aconchego, o prazer da companhia e o respeito pelo ser amado.
Nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, por vezes você tem de aprender a perdoar-se..."

Flávio Gikovate, Médico Psicanalista
http://www.flaviogikovate.com.br/site/index2.htm

Caso tenhas ficado curioso(a) em saber o significado de SAWABONA, é um cumprimento usado na África do Sul que quer dizer: “Eu respeito-te, eu Valorizo-te, és importante para mim”.
Em resposta as pessoas dizem SHIKOBA que significa:“Então eu existo para ti”

my advice for a new life

Amar

O amor incondicional é das coisas mais fáceis, e ao mesmo tempo, menos fácil de se atingir.
Exigimos dos outros que nos amem incondicionalmente, quando nós não nos amamos incondicionalmente.
Começa por amar-te incondicionalmente e observa à tua volta o resultado…

As tuas perguntas poderosas para esta semana:

- o que me faz sentir feliz?
- porque me sinto GRATO?
- o que desfruto na minha VIDA?
- em que estou comprometido a SER ainda mais?
- quem amo? quem me ama?
publicado por lifecoaching às 07:19
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Em parceria com

Espaço de Coaching Pessoal

Mais do que um blog, este consultório online é um espaço onde pode saber mais sobre Coaching Pessoal. Para si que tem questões e dúvidas nas áreas mais importantes da sua vida o Coaching é uma poderosa parceria que o habilita a gerar mudança, e mudar a sua vida.
Pronto para levar a sua VIDA, os seus Objectivos e as suas Metas para o próximo nível?
O Coaching facilita e leva-o a descobrir poderosas estratégias que o transportam numa fantástica jornada de descoberta e crescimento de onde está AGORA, para onde sonha e deseja vir a estar.

Envie a sua questão:E-mail: jorge@jorgecoutinho.com

Jorge Coutinho

Results Coach e Neurostrategist, Practitioner em PNL, Hipnoterapia e Time Line Therapy e Master Trainer em Coaching. É Membro da comunidade Anthony Robbins sendo actualmente o primeiro e único Senior Leader desta organização em Portugal. Instrutor de Firewalking.
Membro do ICF (International Coach Federation). Criador do Workshop de Desenvolvimento Pessoal “SIM, TU Podes!”.
Licenciado em Gestão com Pós-Graduação em Sales Management. Co-Fundador e Partner da BeCoach, empresa de Business Coaching que actua na área de Coaching de executivos e alta performance em liderança empresarial.
Como lema de vida adoptou para si a frase de um dos seus ídolos: Não podemos voltar atrás e fazer um novo começo,mas podemos sempre recomeçar e fazer um novo final.Ayrton Senna


Contactos:
Telemóvel:917 884 319
E-mail: jorge@jorgecoutinho.com
Site: www.jorgecoutinho.com

posts recentes

Mafalda e o Ano Novo . ne...

O Colibri . new smile, ne...

4 Regras simples para SER...

A Cidade dos Resmungos . ...

Persistência . new smile,...

Mantém-te Insaciável. Man...

O Papel . new smile, new ...

O Poder do Entusiasmo . n...

A Chávena Cheia . new smi...

Milho, Pipoca e... Piruá ...

arquivos

Fevereiro 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

subscrever feeds